Exercitadores Orofaciais

Todos os exercitadores da autora Renata Jardini são produzidos e comercializados SOMENTE pela Empresa PROFONO. A autora não mais atua em consultório nem escreve sobre o tema, porém continua respondendo pela autoria dos exercitadores enquanto os mesmos forem comercializados. A autora desenvolveu pesquisa científica sobre os exercitadores, tendo concluído mestrado e doutorado na Unicamp/Campinas em 2004 e 2007, propondo o uso e estudo do Exercitador Facial e o bruxismo no mestrado e o Exercitador Lingual e a Apneia do sono no doutorado.

A dissertação de mestrado e a tese de doutorado da autora estão na íntegra, para download, no final da página, bem como os vários artigos científicos escritos e publicados sobre o tema. Também a autora escreveu um livro sobre o assunto, à venda na Profono, onde relata toda sua experiência clínica com os exercitadores, descrição e estudos de casos, com muitas fotos e ilustrações da reabilitação em Motricidade Oral com o uso dos exercitadores.

Livro: A adequação da musculatura orofacial com o uso dos exercitadores Profono.

Consulte: www.profono.com.br.

Informações Preliminares

A busca por reabilitar as alterações musculares da face tem sido objeto de estudo de inúmeros profissionais da saúde, mas cabe ao fonoaudiólogo aliar a prática clínica à pesquisa científica para avaliar e reabilitar as alterações da face, com prejuízo das funções, sensibilidade e movimento. Segundo Tasca(2002) todas as alterações da face são resultantes das expressões habituais do indivíduo, compondo-lhe a fisionomia. Estudos atuais têm contribuído para uma nova área de atuação, a Fonoaudiologia Estética Facial, que se pauta em adequar a musculatura orofacial, equilibrando a imagem interna à aparência externa e promovendo harmonia e saúde geral do indivíduo.

Assim,a clínica fonoaudiológica deve acompanhar a demanda de casos com alterações neuromusculares, que necessitam de uma intervenção, que provoque mudanças nos padrões funcionais, promovendo novas posturas em repouso e durante a realização das funções estomatognáticas (Degan e Puppin_Rontani, 2005). Mas, por outro lado,deve atender também indivíduos aparentemente atípicos, posto que não apresentam patologias definidas, oferecendo tratamentos de adequação muscular, com enfoques breves, práticos, com treinamento domiciliar, em que o indivíduo possa ser também o coautor dos resultados.

Atualmente não se concebe o trabalho clínico isolado de apenas um profissional quando o objeto é a face. A interdisciplinaridade agrega conhecimentos e respalda o sujeito que se trata de forma a promover o melhor em menos espaço de tempo, garantindo eficiência e consistência nos resultados. Uma avaliação com profissional experiente é fundamental para a continuidade da terapêutica, que por vezes inclui tratamentos breves no consultório e continuidade e manutenção domiciliares.

Quando o pesquisador/clínico divide com o sujeito o processo e os resultados de seu trabalho, este se torna coautor, passando a participar da obra, modificando e transformando a criação,conferindo-lhe significância pessoal e utilidade (Felício, 1994). Para tanto, a autora desenvolveu aparatos exclusivos para o treino muscular da região peri e intraoral, baseados no princípio da contrarreação muscular, os Exercitadores Pró-Fono – Labial, Facial, Facial Plus e Lingual, respaldada em pesquisas científicas, e evidências clínicas, que efetivamente comprovassem a sua eficácia e aplicabilidade.

Abaixo você pode conhecer um pouco mais sobre cada exercitador e sua produção científica.